Papos na Rede, sem webinar: parada temporária

Category : notícias, Papos na Rede

parada temporáriaEstá difícil para mim, Marcia Ceschini, tomar esta decisão, mas é necessária. Até o final do ano, os webinars do Papos na Rede estão suspenso. São vários os motivos, mas o principal é falta de tempo. Falta de tempo meu, de ir buscar convidados e falta de tempo dos convidados em cumprir com o convite.

Foram realizados quase  100 webinars e tivemos muita gente boa e com informação melhor ainda, sendo compartilhada e trocada conosco em uma hora e meia de conversa. O meu sonho de conversar sobre social media, cresceu, atingiu outras pessoas, abriu mentes, criou conversar digitais, gerou outras ideias e plataformas e permitiu que muita gente boa saisse para o mercado com pelo menos um pouco mais de conhecimento e vontade de trabalhar social media direito.

Nosso querido Papos na Rede, foi um começo para muitos que hoje em dia estão bem empregados e empregando com propriedade a boa social media. Mas tudo é um ciclo, confesso que tocar sozinha, tem sido bem difícil. Mas o blog, a página e o Twitter do Papos na Rede continuarão a compartilhar conteúdo. Para as redes conto com a ajuda do Leandro Cardoso, da Daiana Sigliano e do Vinícius Santos .

Não posso encerrar este comunicado sem agradecer os parceiros desses 3 anos de projeto:  Treina TOM,  Agência Social Tag, Livebuzz, Vilage Marcas e Patentes, Agência Fósforo, além do Tarcízio Silva que sempre usou o Papos na Rede para lançar os ebooks, e tantos outros profissionais queridos como a Samantha Shiraishi, Armindo Ferreira e Estevão Soares, que como muita gente boa, sempre falaram bem do projeto e dedicaram seu tempo aos nossos ouvintes, e claro, vocês, nossos ouvintes e participantes que desde 2010 compraram com prazer a ideia e estavam sempre aqui, participando e ajudando.

É um até breve! Aprendi que uma andorinha só não faz verão, mas não desisti da ideia de compartilhar conhecimento digital. É uma parada, ok?

Obrigada por tudo!

 

Participante do Papos na Rede tem desconto na Conferência Crowdsourcing, colaboração e co-criação

Category : eventos, Papos na Rede, parceria

Os participantes do Papos na Rede que se inscrevem na Conferência Crowdsourcing, colaboração e co-criação terão 10% de desconto ao usar o código: MCES2013.

O evento será realizado nos dias 23 e 24 de julho, no FecomercioSP, na Rua Doutor Plínio Barreto, 285 – Bela Vista, São Paulo SP. Entre os palestrantes estarão: Luli Radfahrer, Pyr Marcondes, Don Tapscott entre outros.

No evento será abordado como a colaboração da multidão impulsiona o crescimento de negócios e empresas. Participem!

O podcast e seu poder de compartilhamento

1

Category : Comunicação Digital, Papos na Rede, tecnologia/inovação

O Papos na Rede de ontem foi sobre podcast. Nosso apresentador foi o professo universitário e publicitário, Samuel Gabtti Robles, conhecido nas redes como o Tá no meu site.

Em mais de uma hora e meia em sua apresentação no webinar no Treina Tom, Samuel deu boas dicas de como pode e deve ser criado um podcast e dividiu a experiência que eles têm vivenciado com o Social Media Cast.

  • O Social Media Cast é gravado toda terça-feira, 23h00. Todos podem ouvir e participar usando a hashtag #eunosmc
  • conta como é gravado, como discutem a pauta. Grava, faz o download do arquivo e extrai o mp3
  • O Social Media Cast fará 1 ano em maio e tem o objetivo de ser um bate papo sobre o ambiente digital. Não somos donos da verdade!
  • A idéia era sair do papo no corredor e juntar mais pessoas para discutir o assunto e compartilhar a informação
  • Dicas de podcast: garota sem fio, braincast, happyhourtech, cocatech, noar
  •  Forma dos ouvintes ajudarem na monetização: paypal e flattr
  • Programa de afiliados, banner patrocinados são formas de monetizar o #podcast
  • No Brasil são raros quem vive de podcast, um exemplo é o Jovem Nerd.
  • Indica servidores nacionais e locais podem ser alternativas melhores para hospedar seu podcast
  • Onde disponibilizar? Podbean  ou Libsyn . Existem servidores pagos para hospedagem
  • Garageband, wordpress podress, widget e outras ferramentas para gravar o podcast
  • Cuidado com o conteúdo que usa, principalmente com direitos autorais. Uma dica é observar o creative commons, olho nas regras
  • Para criar um podcast: pauta, estilo do programação, duração, gravação, edição, direitos autorais
  • cita o Rene De Paula que cria seus podcasts a caminho do trabalho e depois edita e compartilha
  • Isso permite democratizar a informação: criar seu conteúdo e disponibilizar o acesso a ele
  • fala sobre a mudança que o iPod fez no mercado de música e consumo de mp3
  •  Não basta ter um bom conteúdo. Ele tem que ser entregue #paposnarede
  • A grande sacada da Apple foi criar seu próprio ecossistema, ou nicho. #paposnarede
  • Fala agora sobre o surgimento do iPod.
  • O mp3 permite compactar arquivos, sem perdade qualidade #paposnarede
  • O podcast é uma forma de produzir e consumir conteúdo
  • O lançamento do mp3 foi o fator facilitador para a produção de podcast. É possível juntar imagem e vídeo
  • Os primeiros podcasts eram realizados no formato wave, pesados e complicados
  • O podcast é um programa de rádio que pode ser ouvido na internet, em uma explicação mais fácil e direta.
  • Hoje em dia as pessoas sentem necessidade de compartilhar o que acontece com o outro.
  • fala sobre como eram os relacionamentos/comunicaçào antes e atualmente. As pessoas falam e compartilham.
  • O Social Media Cast é realizado semanalmente com Samuel Gatti Robles, Temo Mori, Alaina Paisan e Fabricio Mazocco

Os slides podem ser acompanhados abaixo, o áudio ouvido aqui e em breve o arquivo em mp3.

Como usar o Foursquare no planejamento digital para empresas

Category : Comunicação Digital, comunicação/marketing, mídias sociais, Papos na Rede

Essa foi a apresentação da Fernanda Silvestre ontem no nosso Papos na Rede. Em mais de uma hora no webinar via Treina TOM, Nannda trocou seus conhecimentos sobre o Foursquare com os participantes.

Desde uma apresentação do que é a plataforma, quais os ganhos sociais, passando por cases de sucesso e fails, Nannda dividiu bons insights como os que publicamos a seguir:

  • Como criar uma página no Foursquare
  • Links úteis: Primeira ação de foursquare no Brasil , ação da Granata Pet Snack, o que é  Foursquare,   fim da gamificação
  • As listas criadas pelas páginas ou perfis das empresas também ajudam a divulgação no Foursquare.
  • É possível fazer check-in privado também. Dica: usar check-in com inteligência, não fazer em bancos ou locais q possam serem prejudiciais, tenha amigos de verdade na sua rede
  • Premie imediatamente ou com qtde x de amigos, mas nunca negocie com publicações (ou sorteios) via Twitter ou Facebook.
  • “Uma maneira de transformar pontos negativos em soluções eficientes, e o melhor, fidelizar as pessoas com a sua marca.” insight do participante Tiago Silva
  •  Não tem uma fórmula única de criar Special, existem mil possibilidades. A criatividade do Social Media e do estabelecimento dará o resultado
  •  Uma das melhores ações de Special foi da Granata Pet Snack
  •  fala da primeira Special criada no Brasil pelo Spoletto
  • fala sobre os tipos de Special que podem ser criadas no Foursquare
  • Vídeo tutorial criado pela Nannda Silvrestre ensinando a fazer uma special:
  •  funciona como uma pesquisa espontânea e gratuita respondidas pelos usuários. A special atrai e mostra os número de desbloqueios
  •  As tips devem ser monitoradas e respondidas pelos locais. Isso é relacionamento e gera números para a empresa, loja ou estabelecimento
  • As dicas dos usuários (boas ou não) são altamente infuenciáveis na decisão do local ser visitado ou não  fala sobre a “recompensa social” que pode ser feita através do Foursquare
  •  fala sobre o “mayor” ou prefeito da venue.. e como algumas empresas podem usar a paixão do mayor a seu favor na plataforma social
  • As dicas deixadas pelos usuários influenciam pessoas que não conhecem o local
  • O  ajuda pessoas de outras cidades a descobrir restaurantes, promoções, localizações específicas. O local é escolhido pelo usuário +
  • No Foursquare o usuário pode deixar dica, tirar foto e ainda compartilhe seu check-in com outras redes sociais.
  • Foursquare é uma mídia de geolocalização, ou seja, uma plataforma que conta onde você está
  • Nannda é super user do Foursquare: pessoa que corrige e define as venues (ruas/avenidas) no Foursquare

Os slides podem ser conferidos logo abaixo, o webinar assistido nesse link e o áudio em mp3.

 


Dicas para gerenciamento de crise do Israel Degasperi

Category : Comunicação Digital, comunicação/marketing, mídias sociais, Papos na Rede

Esse foi o mote do Papos na Rede de ontem com Israel Degásperi, em mais um webinar que organizamos via Treina TOM.

Em uma hora e meia de um papo bem didático e com muito compartilhamento de informações, Israel mostrou o passo a passo no gerenciamento de crise em social media que enfrentou na Tecnisa e ainda passou dicas de um curso que ministrou sobre o assunto. Os pontos principais que podemos extrair são transparência e alguém bem preparado para gerir a crise e fazer o contato com o público.

Veja os insights que divulgamos durante o webinar:

  • A criação e uso de um manual de normas e procedimentos é de grande ajuda na gestão de crise.

  • Tenha respeito pelo consumidor .Colocar uma pessoa chave, que conheça a empresa e esteja preparado para lidar com o público = bom gerenciamento de criseImportante também deixar claro e visível os termos de uso da página: não usar palavrão, frases ofensivas entre outros

  • A página deve ser moderada para fazer uma prevenção de criseRespostas padronizadas, apenas desculpas pelo ocorrido, sem uma solução, são exemplos ruins

  • Postura da empresa diante do problema. Parte muito importante no processo de gestão de crise.O que leva ao #fail nas redes sociais?

  •  falta de canais adequados p relacionamento com o consumidorO famoso ou influente acha q merece benefícios por sua condição.Obs: o  participante Leandro Hipolito diz que é complicado lidar com o cliente/usuário imaturo

  • O troll dedica seu tempo a desestabilizar uma situação, um grupo,empresa ou discussão. Não responda de cabeça quente

  • Tipos de persona nas redes: troll, stalker e famoso/influente

  •  dá dicas de passos para gerenciar uma crise, desde uma nota de esclarecimento oficial até postagem em todas as redes

  • Citas as principais ferramentas de monitoramento: Seekr, Scup, Radian6, Ubervu, Livebuzz entre outras

  • Existem apps para gerenciar páginas no iPad, iPhone e android

  •  Cita o livro “gratidão” de Gary Vaynerchuck

  • Uma crise envolve muitas coisas: elemento surpresa, poder de mudança, acidentes naturais ou tecnológicos, erro de gestão, rumores etc

  • Crise é qualquer situação que ameace causar dano para uma entidade com seus públicos

  • Clientes insatisfeitos criaram uma música parodiando “casa engraçada” com problemas do condomínio verde.É importante acompanhar todas as redes e identificar clientes insatisfeitosOs consumidores trocaram os sacs pelas redes sociais para reclamar e fazer valer seus direitos

  • Além do Reclame Aqui tem: Denuncio, Eu reclamo, Zaanga, o Procon digital entre outros

  • Como lidar com esse novo consumidor, como postar nas redes e se relacionar com esse consumidor?

  • Cita  o livro “terceira onda” do Alvin Tofler e o novo consumidor, o prosumer

  • Cita o Manifesto Cluetrain, material importante para profissionais de comunicação e social media. Você encontra o Manifesto Cluetrain no blog do Israel: http://www.midiassociais.blog.br

    Seguem abaixo os slides da apresentação. O webinar pode ser assistido aqui e em breve teremos o áudio em mp3:


Social Web Day criando referência digital no interior

Category : Comunicação Digital, mídias sociais, mobile marketing, Papos na Rede

Ontem foi dia de mais um Papos na Rede. O convidado foi o Felipe Mendes, Diretor de criação da agência Rebellion Comunicação de Ribeirão Preto- SP.Em uma hora de webinar via Treina TOM, Felipe falou sobre o Social Web Day e a criação de um espaço para a comunicação digital e o surgimento de um novo mercado para as agências de Ribeirão Preto e região.

Em quase dois anos de evento, pode-se dizer que a Rebellion deu o pontapé inicial ao juntar mercado nacional e interior, propiciando aos participantes ouvir novidades de nomes conhecidos no cenário digital como Edmar Bulla, Michel Lent, Gil Giardelli entre outros, além de dar oportunidade para profissionais do interior como Estevão Soares, Tatiana Rassini e nossa idealizadora, Marcia Ceschini.

Veja alguns dos insights que Felipe compartilhou:
  • A inscrição para o Social Web Day em fevereiro é em prol da Abraccia
  • dia 26/02 terá uma nova edição do Social Web Day sobre link patrocinado, na FNAC Ribeirão. Não perca!
  •  A ideia também é levar para outros estados como:Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Nordeste
  • A novidade de 2013 é que o Social Web Day  levar um pouco das discussões para outros mercados: Bauru, São José Rio Preto, Campinas e São Paulo.
  •  Os resultados foram bons para  abrir mercado e mostrar a possibilidade de criar e melhorar o mercado digital no interior.
  • Citou Armindo Ferreira e o Social Mídia São Paulo como outro evento digital de sucesso do interior.
  •   Serão dois anos de evento em julho de 2013 e se tornou referência em Ribeirão e interior de SP.
  • O Social Web Day começou a executar seu lado social, ajudando entidades assistenciais de Ribeirão Preto.
  • Um público altamente qualificado e interessado no segmento de comunicação digital
  •  O público participante do evento vai de estudantes, empresários e profissionais de comunicação digital, com alto poder de influência
  •  Parte do resultado do Social Web Day está na parceria formada com empresas apoiadoras,q acreditaram na criação e profissionalização do mercado, como Locaweb, Dinamize, Publiway, Microsoft e Hotwords.
  •  A importância de aproximar os temas do grande mercado com a realidade do interior gerou bons resultados p/ todos em geral.
  • Já foram 12 edições do Social Web Day com assuntos diversos dentro do digital, ditos por profissionais do mercado nacional e interior
  •  O evento começou em julho de 2011 com Daniel Solero e a iniciativa permitiu trazer a comunicação digital para Ribeirão e o interior.
  •  O objetivo principal do evento é criar cenário digital e a ajudar as empresas a ganhar dinheiro.
Os slides podem ser visualizados abaixo e a gravação assistida aqui. Em breve o áudio em mp3:

Aprenda algo todo dia. Esse tem sido nosso lema

3

Category : cibercultura, Papos na Rede, parceria


Aprenda algo todo dia. Esse tem sido nosso mantra nesses dois anos e 7 meses de Papos na Rede. Através do nosso twitter e fan page temos compartilhado informações que achamos relevantes para nossos público.

E aproveitando o assunto redes, nosso projeto não acabou. Só teve uma pausa, pois no mês de dezembro devido a correria de todos, não realizamos nenhum webinar e assim será em janeiro também, meses de recesso pois é férias para muitos de nossos convidados. Mas já temos nomes engatilhados e assim que definirmos a agenda iremos publicar.

Queremos agradecer a presença de todos que passaram por aqui e nos ajudaram de alguma forma, seja participando do webinar e divulgando os links e tweets ou nos ajudando como equipe e principalmente sendo nossos parceiros.  Sabemos que a vida é feita de ciclos e a ocupação de todos não permite que seja constante, mas eu Marcia Ceschini e algumas pessoas que fazem parte do #teampapos continuamos a nos dedicar.

Que em 2013 nós tenhamos mais trocas, compartilhamentos e oportunidades de discutir e ampliar o mercado de cibercultura e comunicação digital. Um natal de muita paz e alegria e um 2013 de muito conhecimento!

Obrigada a todos. Namastê!

A parceria do Papos na Rede e SMSP

Category : Comunicação Digital, eventos, Papos na Rede, parceria

A nossa parceria com oSocial Media São Paulo, ou SMSP como costumamos chamar, surgiu de um telefonema do Armindo Ferreira para nossa idealizadora, Marcia Ceschini.O convite era para que nós do Papos na Rede apoiássemos o projeto e a Marcia fizesse parte da equipe de palestrantes e painelistas. Além do Papos na Rede, o SMSP tem o apoio do TodaOferta e Rafael Designer

O projeto, com organização da Cruz e Ferreira e apoio master do PagSeguro UOL, teria apenas quatro edições e o objetivo de levar social media para o interior, oferecendo palestras, painéis e o mais importante, um espaço na grade para cases locais e um painel com blogueiros locais mediados por Ton Torres, do blog Midia8. E com a programação inicial, montou-se a grade fixa de nomes como Estevão Soares, Celso Cestaro, Rafael Hernandez e Mario Soma.

Mas o projeto cresceu e teve novas edições com a  participações de Graça Taguti, Tatiana Tosi, Hércules Pereira Kadu Potinatti, assim como o número de cidades. O SMSP passou por várias edições até agora. Na ordem de realização: Ribeirão Preto, Araraquara, Campinas, Santos, Araçatuba, Bauru e o último será sábado, dia 01/12 em São José dos Campos.

A partir de setembro, o projeto ganhou mais uma apoio, agora educacional com o SENAC e surgiu então o Diálogos SENAC, com conversas sobre comunicação digital nas cidades de São José do Rio Preto,  Campinas e São Paulo.

O projeto rendeu não só compartilhamento e adição de muito boa informação, mas permitiu que cada edição fosse única, diferente e provocasse mudança em agências, palestrantes e participantes. Cada edição foi nos rendendo mais redes sociais: fan page, grupo de discussão, blog com diário de bordo, novos followers, novos amigos.. foi a criação de uma nova redes de atores da social media.

Para fechar o #smsp2012 com chave de ouro, a intenção dos organizadores é, nas palavras de Armindo Ferreira; “O principal foco estará na hashtag #smsp2012 para reunirmos todas as cidades no telão. Mas podem ser feitas reuniões, Nerds on beer e hangouts para que o interior todo possa se reunir de forma presencial e virtual.”

Contamos com você, participante do Papos na Rede para ajudarmos o SMSP ser Trending Topic neste sábado!

E que venha o #smsp2013!

Todos pagam o preço do amadorismo em social media

Category : Comunicação Digital, mídias sociais, Papos na Rede

Daniele Rodrigues, abordou o tema “Puxadinhos e improvisos: o preço do amadorismo em Social Media” no seu Papos na Rede de hoje. Em uma hora e meia, Dani falou ao nosso público –  por meio do webinar do Treina TOM- , sobre seu conhecimento adquirido em mais de dois anos como Gerente e Planner de social media.

Foram várias análises de situações e toques para que façamos um bom trabalho. Dentre os insights passados pela Dani estão:

  • Quando o cliente pedir uma coisa absurda, explique porque é absurdo e o que significa resultado. Cliente não sabe, agência sabe.
  • Dica de ouro: se o cliente tem pouca verba, use o próprio produto do cliente no conteúdo: crie vínculos emotivos
  • O grande desafio para quem cuida de conta pequena é unir planner + analista e transformar as menções do cliente em relacionamento. É preciso que o analista fique de olho e mostre os insights para que os planners possam transformar em ações que gerem resultados para o cliente, uma amostra de como isto pode ser feito, é proporcionar um agrado ao cliente pela menção nas redes sociais, quando ele estiver no ponto de venda.
  •  Atenção: para trabalhar com social media é preciso gostar de pessoas e entender de comportamento delas.
  • Quer mudar de área? Olho nas dicas: 1- Escolheu? Conheça muito bem a área; 2 – Prepare-se 3 – Continue estudando (diariamente)
  •  Seus insights são lembretes e dicas, não regras
  • Atenção planners: foco no objetivo de comunicação do cliente. Como atingir realmente seu usuário/consumidor?
  • Se os profissionais e agências trilharem a excelência será melhor para todo mundo e para o mercado de social media
  • Observe e ofereça a realidade para seu cliente. Qual a melhor plataforma para o que ele necessita no momento?
  • Blogs, portais e algumas agências estão trabalhando de maneira profissional. É muito importante para aprimoramento do mercado
  • Ao invés de pichar ação alheia, capacite sua agência para fazer o melhor trabalho para seu cliente.
  • Antes de trollar uma ação, analise e veja o motivo pelo qual estão trollando ou falando negativamente
  • Social media ainda é tratada de maneira leviana. Contratações de blogueiros famosos e webcelebrities não ajuda o mercado.
  • Profissionalização está em pequenos detalhes: cursos, eventos, webinares como o Papos na Rede, é uma busca constante!
  • A parceria é quando a empresa confia na sua agência e sua agência confia e investe no seus colaboradores
  • Se você quer se dar bem em social media, comunicação digital, estude muito.. busque informações… e abra sua mente!
  • Olhar com atenção às interações e comentários dos usuários é uma das fontes de informações para B.I.
  • Business Inteligence é o futuro da social media. Foco, olhar estratégico e ações para esse público. Interprete com precisão.
  •  Dani cita o vídeo da Coca Cola com as câmeras de segurança. Insight que “o sobrinho” não teria. Planejamento estratégico é olhar para quem usa a marca/serviço. Ao planejar você está auxiliando a contar uma história
  • As plataformas mudam constantemente as regras do jogo.
  • Estudos, processos, ferramentas juntos fazem o diferencial da boa prestação de serviço em social media
  • Quando você tem as pessoas certas, nos lugares certos você ganha em tempo e conteúdo.
  • Social media precisa de processos: atendimento, curador, analista, monitoramento, brainstorming, briefing… não dá para entrar em social media sem conhecimento, só sendo um usuário.
  • É preciso saber gerenciar o investimento do cliente… independente o tamanho do investimento .
  • Antes de pensar em canais e plataformas, mergulhe no universo do seu cliente. Requer estudo, pesquisa, gostar e conhecer hábitos de pessoas. Para fazer conteúdo é preciso que o redator conheça a fundo e tenha preparo.
  • Fazer comunicação digital é muito diferente. Olho nisso, pessoal! – adverte Dani.
  • É preciso gostar de pesquisa, comunicação, leis – é um pacote de muitas habilidades e conhecimentos.
  • O Público busca: 70% entretenimento, 20% notícias e 10% serviços.
  • Colocar o planejamento nas mãos de uma webcelebrity é arriscado. Qual o knowhow dela para planejar para seu cliente?
  • É possível que qualquer profissão trabalhe com social media, mas é preciso se preparar para este trabalho.
  • Pensar para a web é diferente, pensar para redes sociais é mais diferente ainda.
  • Uma campanha para a Coca Cola faz sentido porque vende experiências, é isso que as pessoas estão buscando
  • Como pensar e colocar em um planejamento que o usuário gera conteúdo? Falar para nichos pode ser a solução?
  • Temos várias interfaces para se comunicar. Pra pensar tudo isso é preciso ter knowhow. Erros de português são coisas que não podem passar.
  • A tecnologia mudou a forma de como as pessoas se comunicam. Entender isso precisa ser prioridade nas agências.
  • Sua experiência como gerente na Coworkers foi mostrando o perfil dos interessados em trabalhar com social mediaOs slides podem ser acessados abaixo, o webinar assistido aqui e em breve áudio em mp3.

 


Be Social: o resultado do Social Media São Paulo

6

Category : eventos, Papos na Rede, parceria

A proposta do Social Media São Paulo já se mostrava logo nas artes criadas com o slogan do evento: Mais do que uma revolução digital, uma revolução de pessoas.

O evento foi criado com o objetivo de levar os conceitos de social media para cidades fora do eixo Rio-São Paulo e fazer apresentação de cases locais e painel com blogueiros.

A ideia surgiu para os organizadores da empresa Cruz & Ferreira no Social Media Vale do Paraíba 2011, edição que trouxe cases menores e produção do Vale do Paraíba.

A escolha de curadores locais foi essencial para o sucesso das edições Ribeirão Preto, Araraquara e Campinas. O hub local teve a tareda de  selecionar cases, blogueiros e apoiadores de sua cidade e oferecer ideias para gerar buzz e informações sobre o evento, mobilizando estudantes, profissionais e empresários a particiarem do evento.

A parceria

Com muito prazer, o nosso Papos na Rede foi um dos apoiadores do evento em todas as edições. Nossa idealizadora, Marcia Ceschini, foi mediadora do painel sobre métricas com os profissionais Estevão Soares e Celso Cestaro.

O Resultado

O resultado foi que o evento provocou pequenas ou grandes mudanças nas cidades por onde passou. Em Ribeirão Preto, o grupo de blogueiros uniu-se mais pela iniciativa da Luciana Stabile, do Bendito Papel; já em Araraquara, o interesse e interação dos participantes produziu além da doação de leite para a Casa Mater Araraquara, a ideia de criarem uma cartilha de social media, muito buzz para ação da Zum Shop e prêmios para a agência Chilli Comunicação com a ação do Foursquare. Em Campinas, além da ideia dos blogueiros se unirem como em Ribeirão, pudemos constatar os cases locais com resultados interessantes para os clientes, além da soma de profissionais como Mario Soma (palestrante e mentor, presente desde a edição Araraquara), Graça Tagutti e Tatiana Tosi.

Mas esses resultados e essas edições não seriam o que foram, não fosse o empenho do Armindo Ferreria, Juliana Cruz Ton Torres e Rafael Hernandes. Profissionais que se esforçaram ao máximo para garantir o alcance do objetivo do evento.

O produto final entregue além do conhecimento e novos olhares sobre social media, foi: seja social.  O senso de pertencer a algo maior que um evento itinerante, foi tanto que participantes de outras edições prestigiaram o evento em outras cidades e deram todo tipo de ajuda, desde tweets e posts, até coberturas totais como o Óscar Curros e Fernanda Élle.

E para nós, palestrantes e mediadores, ficou a sensação de criarmos um vínculo especial. O fato de nos unirmos como amigos, sem egos ou participação limitada ao seu espaço, faz com que o pós evento se resuma em horas e horas de conversas e planos para o próximo passo.  O post do Ton Torres mostra bem como nos sentimos.